Você já pensou em vender seus produtos em marketplaces? Se sim, saiba que essa é uma ótima forma de aumentar o seu alcance, conquistar novos clientes e impulsionar o seu faturamento. 

Mas, para ter sucesso nesse modelo de negócio, é preciso conhecer bem como ele funciona, quais são as vantagens e os desafios, e como se preparar para entrar nesse mercado.

Sabendo disso, neste artigo, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre como vender em marketplaces

Você vai aprender o que são essas plataformas, como elas funcionam, como escolher a melhor opção para o seu negócio, quais são as dicas de sucesso para se destacar da concorrência e muito mais. 

Ficou interessado? Então continue lendo!

O que são marketplaces?

Marketplaces são plataformas online que reúnem diversos vendedores e produtos em um só lugar. Na verdade, elas funcionam como grandes shoppings virtuais, nos quais os consumidores podem encontrar uma variedade de ofertas, comparar preços e condições e realizar suas compras com facilidade e segurança. 

Como funcionam?

Os marketplaces funcionam como intermediários entre os vendedores e os compradores. Isso porque eles oferecem a infraestrutura tecnológica, o tráfego de visitantes, os meios de pagamento, a divulgação e o suporte ao cliente. Em alguns casos, inclusive, eles oferecem até a logística dos produtos.

Em troca, eles cobram uma taxa sobre as vendas realizadas pelos lojistas que utilizam a plataforma. Essa taxa varia de acordo com o marketplace e o tipo de produto vendido.

Vantagens de vender em marketplace para o lojista

Diante de tudo o que foi exposto até aqui, certamente deu para perceber que vender em marketplaces pode trazer muitas vantagens para o lojista, não é mesmo? Abaixo, listamos apenas as principais, veja:

  • Aumento da visibilidade: ao vender em marketplaces, você expõe seus produtos para milhões de consumidores que acessam essas plataformas todos os dias. Isso aumenta as chances de você atrair e converter mais clientes;

  • Redução de custos: você não precisa se preocupar com a criação e a manutenção de um site próprio e economiza no marketing, pois os marketplaces já fazem a divulgação dos seus produtos para o público-alvo. Você pode economizar inclusive com a logística, caso opte por usar os serviços oferecidos pelos próprios marketplaces;

  • Acesso a ferramentas: ao vender em marketplaces, você pode contar com diversas ferramentas que facilitam a gestão do seu negócio online, como por exemplo, sistemas de pagamento, relatórios de vendas, integração com sistemas de gestão etc;

  • Maior credibilidade: você se beneficia da reputação e da confiança que essas plataformas já possuem no mercado. Isso, por sua vez, pode ajudar a transmitir mais segurança e profissionalismo para os seus clientes.

Como começar a vender online?

Quer saber como vender em marketplaces, aumentar as vendas e o alcance de clientes? Tudo o que você precisa é seguir alguns passos básicos:

1. Escolha o marketplace ideal para o seu negócio

O primeiro passo para vender online em marketplaces é escolher a plataforma ideal para o seu negócio.

Atualmente existem diversos marketplaces no mercado, cada um com suas características, vantagens e desvantagens. 

Por isso, é importante escolher aquele que mais se adequa ao seu perfil de negócio, considerando aspectos como seu público-alvo, objetivos, os custos e a reputação de cada plataforma, os serviços adicionais oferecidos etc.

2. Defina o tipo de produto que você quer vender no marketplace

Depois de escolher o marketplace ideal para o seu negócio, você precisa definir o que vai vender nele. 

Aqui, você deve fazer uma análise do mercado e da concorrência, identificar as oportunidades e as demandas dos consumidores e selecionar os produtos que tenham mais potencial de venda e lucratividade.

Além disso, você deve verificar se os seus produtos se encaixam nas categorias e nos requisitos dos marketplaces que você pretende vender. Até mesmo porque alguns marketplaces são mais focados em determinados segmentos ou nichos de mercado. 

3. Analise a concorrência que você vai enfrentar

Outro ponto importante que não pode passar despercebido é observar quais são os seus principais concorrentes nos marketplaces que você pretende vender. 

Analise, portanto, quais são os preços praticados por eles, a qualidade dos produtos, o atendimento ao cliente, as estratégias de marketing, entre outros fatores. 

4. Encontre bons fornecedores para o seu comércio virtual

Entenda que para vender online em marketplaces, você precisa ter bons fornecedores que garantam a qualidade e a disponibilidade dos seus produtos. 

Por isso, é importante pesquisar bem e escolher fornecedores confiáveis, que ofereçam preços competitivos, prazos de entrega adequados e condições favoráveis de pagamento e troca.

Principais marketplaces do mercado

Existem diversos marketplaces no mercado brasileiro e internacional, cada um com suas características, vantagens e desvantagens. Alguns dos mais conhecidos são:

Mercado Livre

O Mercado Livre é o maior marketplace da América Latina. Ele atende em 18 países diferentes e possui milhões de vendedores, clientes e ofertas de produtos.

A plataforma permite vender produtos novos e usados, de diversas categorias, como eletrônicos, moda, beleza, casa e decoração, entre outras. Além disso, oferece serviços como Mercado Envios (logística), Mercado Pago (pagamento) e Mercado Pontos (fidelização).

Amazon

É o maior marketplace do mundo, com mais de 300 milhões de usuários. Assim como o Mercado Livre, ele permite vender produtos novos e usados, de diversas categorias, como livros, games, esportes, entre outras. Entretanto, as categorias de destaque da Amazon costumam ser os eletrônicos, como computadores, e-readers e Echo Dots.

Mas quais são os serviços oferecidos pela Amazon? Se você quer saber como vender em marketplaces, é interessante ficar de olho nas vantagens e serviços adicionais de cada um.

No caso da Amazon, a plataforma oferece serviços como Amazon Prime (entrega rápida e gratuita), Amazon Pay (pagamento) e Amazon Ads (publicidade).

Americanas Marketplace

Já a Americanas Marketplace é o maior grupo de comércio eletrônico do Brasil, formado pelos marketplaces Americanas.com, Submarino e Shoptime

Ele permite vender produtos novos e usados, de diversas categorias, como informática, telefonia, eletrodomésticos, entre outras. Além disso, oferece serviços logísticos e de publicidade, além de uma grande variedade de meios de pagamento e cashback aos seus clientes.

Magazine Luiza

O Magazine Luiza é uma das maiores redes de varejo do Brasil, que também possui um marketplace online. Ele permite vender produtos novos e usados, de diversas categorias, com foco em eletrodomésticos, móveis, eletroportáteis, brinquedos e tecnologia.

Shopee

Marketplace asiático que chegou ao Brasil em 2019. Ele tem um foco maior em produtos importados da China, mas também permite vender produtos nacionais, de diversas categorias, como moda, beleza, casa e decoração etc. 

Além de cobrar um percentual fixo do vendedor pelo uso da plataforma, a Shopee também cobra um valor fixo por item vendido.

Passo a passo para criar a sua loja virtual nos marketplaces

Quer saber como vender em marketplaces? Então siga os passos abaixo para começar!

1. Prepare a documentação

O primeiro passo para criar a sua loja virtual em um marketplace é enviar para a plataforma escolhida a documentação completa e atualizada do seu negócio. Vale destacar que cada marketplace tem seus próprios requisitos, mas alguns dos mais comuns são: 

  • CNPJ;
  • Inscrição estadual/municipal;
  • Contrato social;
  • Dados bancários;
  • Comprovante de endereço;
  • Documentos do responsável pela empresa ou do seu representante legal, entre outros.

Além de ter que apresentar esses documentos para ser aprovado no marketplace, você também precisa emitir nota fiscal para cada venda realizada na plataforma.

2. Cadastre a sua loja

Depois de enviar a documentação e ser aprovado na plataforma, o próximo passo é cadastrar a sua loja. 

Para isso, você precisa preencher um formulário com os dados do seu negócio, como por exemplo, nome fantasia, razão social, endereço, telefone, e-mail etc. 

Você também precisa criar uma descrição da sua loja, que deve ser clara, objetiva e atrativa para os clientes. Ainda, inserir o logotipo e cuidar da identidade visual da sua loja, para facilitar a identificação por parte dos consumidores.

3. Cadastre os seus produtos

Loja cadastrada, é hora de cadastrar os seus produtos no marketplace. Para isso, você precisa fornecer à plataforma as informações de cada produto, como nome, descrição completa, preço de venda, quantidade no estoque, categoria, fotos de qualidade, entre outras. 

Você pode fazer isso manualmente ou usando uma ferramenta de integração.

Mas lembre-se de caprichar nesse cadastro, pois ele é essencial para atrair e convencer os clientes a comprarem os seus produtos.

4. Planeje a logística da sua loja virtual

Depois de cadastrar os seus produtos, você precisa planejar a logística da sua loja virtual, ou seja, definir como você vai entregar os seus produtos aos clientes. 

Você pode optar por usar os serviços de logística oferecidos pelos próprios marketplaces, que geralmente têm custos mais baixos e prazos mais rápidos. Ou você pode optar por usar os serviços dos Correios ou de transportadoras privadas, que podem ter mais flexibilidade e abrangência. 

5. Comece a vender

Depois de tudo pronto, é hora de começar a vender. Divulgue a sua loja nos marketplaces nas suas redes sociais e no seu site. Para isso, você precisa divulgar os seus produtos nos canais adequados, acompanhar os pedidos dos clientes, emitir as notas fiscais e enviar os produtos dentro do prazo estipulado.

6. Receba pelas suas vendas

Por fim, você precisa receber pelas suas vendas. Para isso, você precisa ter uma conta bancária cadastrada na plataforma e aguardar o repasse do valor das vendas. 

Aqui, cabe explicar que cada marketplace possui seu próprio prazo e forma de repasse, que podem variar de acordo com o tipo de pagamento escolhido pelo cliente (cartão de crédito, boleto bancário, PIX). Além disso, cada marketplace cobra uma taxa sobre cada venda realizada.

Quem pode vender em marketplaces?

Qualquer pessoa ou empresa pode vender em marketplaces, desde que tenha produtos ou serviços para oferecer e cumpra as regras e as exigências de cada plataforma. 

Em outras palavras, não é necessário ter uma loja física ou virtual própria para vender em marketplaces. Porém, é recomendável que você tenha um site ou uma rede social para divulgar o seu negócio e fortalecer a sua marca.

7 dicas de sucesso para vender em marketplaces

Para se destacar entre a concorrência e vender mais em marketplaces, você precisa seguir algumas dicas de sucesso. Veja quais são elas:

1. Defina um preço competitivo 

Você sabia que o preço do produto é um dos principais fatores que influenciam a decisão de compra dos consumidores? Por isso, você deve definir um preço que seja atrativo para os clientes, mas que também cubra os seus custos e gere lucro. 

Para fazer isso, uma dica é pesquisar os preços praticados pelos seus concorrentes e ajustar o seu preço de acordo com a demanda, a sazonalidade, as promoções e o mercado. 

Mas lembre-se também de considerar as taxas do marketplace e os impostos na hora de precificar seus produtos.

2. Faça um cadastro completo

O cadastro dos produtos funciona basicamente como uma vitrine do seu negócio no marketplace. Portanto, capriche na descrição, nas fotos, nas especificações técnicas e nas informações adicionais dos seus produtos. Isso vai ajudar a chamar a atenção dos clientes e a transmitir confiança.

3. Invista em promoções

As promoções são excelentes estratégias para atrair mais clientes e aumentar as vendas em marketplaces. E elas podem ser exploradas de diferentes maneiras, como por exemplo, na forma de descontos, brindes, frete grátis, parcelamento sem juros etc. 

As promoções estimulam as vendas, aumentam o ticket médio e ajudam a fidelizar os consumidores. No entanto, elas devem ser planejadas com antecedência, definindo os objetivos, o público-alvo, o período, o orçamento e as formas de divulgação.

4. Diversifique as formas de pagamento e as condições de envio 

Entenda que os consumidores online buscam praticidade e conveniência na hora de comprar. Por isso, quanto mais opções você oferecer aos clientes, mais chances você tem de fechar negócio. 

Nesse contexto, considere aceitar cartões de crédito, boleto bancário, PIX, parcelamento sem juros, entre outras formas de pagamento. Além disso, ofereça diferentes modalidades de entrega, como expressa, econômica e retirada na loja (caso se aplique).

5. Ofereça uma excelente experiência de compra ao cliente

Lembre-se de que a experiência de compra é um fator determinante para a satisfação e fidelização dos clientes. Por isso, ofereça um atendimento rápido, cordial e eficiente aos seus clientes antes, durante e após a venda. 

Além disso, procure cumprir os prazos e as condições comerciais estabelecidas na venda. E, se for possível, ofereça brindes ou recompensas para garantir que eles tenham uma experiência positiva e satisfatória. 

6. Cuide do controle de estoque

Também é fundamental que você tenha um controle rigoroso do seu estoque para evitar problemas como falta ou sobra de produtos, divergências entre o que está anunciado e o que está disponível, atrasos na entrega, abandono de carrinho de compras e cancelamentos de pedidos. 

Esses problemas podem prejudicar sua reputação nos marketplaces e afastar os clientes. Por outro lado, um bom controle de estoque pode aumentar os lucros da empresa e garantir a sua sobrevivência em um mercado cada vez mais competitivo.

7. Conte com a tecnologia para gerenciar suas vendas online

Por fim, uma dica essencial para vender em marketplaces é contar com a tecnologia para gerenciar suas vendas online. Isso significa usar ferramentas que facilitam e automatizam os processos envolvidos na venda online, como cadastro de produtos, emissão de notas fiscais, controle de estoque, gestão de diversos marketplaces, entre outros.

Uma dessas ferramentas é o Bling, um sistema online de gestão empresarial (ERP) que oferece diversas funcionalidades e diferenciais para quem vende em marketplaces. Com o Bling, você pode:

  • Cadastrar seus produtos uma única vez e publicá-los nos principais marketplaces do mercado;
  • Integrar sua loja virtual aos marketplaces parceiros e sincronizar seus pedidos e estoques;
  • Emitir notas fiscais eletrônicas de venda e serviços, além de boletos bancários registrados com facilidade e rapidez;
  • Controlar seu fluxo de caixa e gerenciar suas finanças;
  • Contar com integrações logísticas e gerenciar seus envios com segurança e praticidade;
  • Gerenciar o seu cadastro de clientes e fornecedores em um só lugar;
  • Receber pagamentos por PIX, boleto e cartão de crédito sem precisar de maquininha;
  • Gerar relatórios gerenciais e acompanhar seus resultados;
  • E muito mais!

O Bling é um sistema completo e fácil de usar que vai ajudá-lo a vender mais e melhor em marketplaces. E você pode testar essa incrível ferramenta por 4 meses sem pagar absolutamente nada!

Basta usar o cupom #viverdeecommerce na hora de fazer o seu cadastro no Bling. A oferta é válida para novas contas e não é cumulativa com outras promoções. Aproveite! 🎫