Afinal, como importar do Alibaba da maneira correta, isto é, sem ter problemas alfandegários ou prejuízos para o negócio? Esta é a dúvida de boa parte dos empreendedores brasileiros… e, a boa notícia, é que vamos esclarecer tudo sobre o assunto neste artigo!

De acordo com pesquisa da GlobalData, a China registrou uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 11,2% entre 2018 e 2022. Na ocasião, o valor atingido foi de US$ 2  trilhões.

Isso fez com que o país asiático representasse 33,9% de participação no mercado global de comércio eletrônico em termos de valor de pagamentos. Em 2021, por exemplo, a China foi seguida pelos EUA, com US$ 1,8 trilhão, e o Reino Unido, com US$ 287,4 bilhões.

Todos esses dados, obviamente, reforçam o quanto a importação de produtos está em alta no mercado de Ecommerce do Brasil e do mundo. E a principal plataforma para fazer esse tipo de transação é justamente o Alibaba.

Para entender como importar do Alibaba, quais são os impostos que devem ser pagos e quais os cuidados que você deve tomar, basta ler os próximos tópicos! 

O que é Alibaba?

Alibaba é uma plataforma de compras online que faz parte do Alibaba Group, assim como AliExpress e Taobao. Seu objetivo central é conectar lojistas de todo o mundo a fornecedores estrangeiros

O Alibaba é o braço B2B (Business To Business ou, em português, “Empresa para Empresa”) do grupo varejista asiático. Enquanto isso, o AliExpress atua como atacado e varejo para pessoas físicas e empresas estrangeiras, e o Taobao, como atacado e varejo para pessoas físicas e empresas chinesas. 

Para você ter uma ideia, só no Alibaba são mais de 200 milhões produtos ofertados, subdivididos em 5.900 categorias. Além disso, a plataforma conta com mais de 200 mil fornecedores e está presente em mais de 200 países e regiões.

Não é à toa que a plataforma se tornou uma espaço de relevância para empreendedores que buscam fornecedores confiáveis e preços competitivos. Ela é considerada como referência no cenário global de comércio eletrônico.

aula ecommerce do zero

Como funciona o Alibaba?

O Alibaba funciona como a grande maioria dos sites de venda. O empreendedor pesquisa pelos produtos desejados, verifica as informações dos fornecedores e faz a aquisição dos itens escolhidos

Essa busca pode ser feita tanto pelo menu que apresenta as categorias, quanto pela seção de “Fornecedores”, em que é possível visualizar parceiros comerciais – do seu nicho de mercado – de diversos países.

como importar do alibaba

De maneira geral, o funcionamento da plataforma é bastante simples. Apesar disso, o lojista deve ter atenção a alguns pontos importantes na hora de importar do Alibaba. Vamos explicá-los nos próximos tópicos… ⬇️

Como importar do Alibaba?

Agora que você já tem uma visão ampla sobre a plataforma e seu funcionamento, podemos avançar um pouco mais no conteúdo e explicar, de fato, como importar do Alibaba

Os passos incluem desde uma boa pesquisa na plataforma até o pagamento correto dos impostos comuns ao processo de importação. Veja só:

1. Regularize a sua empresa

Antes de iniciar o processo de busca por produtos no Alibaba, é importante garantir que sua loja virtual esteja devidamente regularizada. Em primeiro lugar, isso significa incluir a atividade de importação e exportação na razão social da sua empresa.

Também é necessário habilitar o seu negócio no Portal Siscomex, que é o Sistema Integrado de Comércio Exterior, criado pelo Governo para registrar empresas que desejam importar da China – seja no Alibaba ou em qualquer outro site. 

💡 Essa habilitação no Siscomex é importante porque é a partir dela que os impostos sobre mercadorias importadas são controlados – e o seu negócio importar de maneira legal.

2. Conheça as formas de importação

Existem quatro formas para importar do Alibaba. Veja a explicação de cada uma delas a seguir:

Dropshipping

O dropshipping é uma forma de importação muito popular entre os empreendedores, permitindo a venda de produtos sem a necessidade de manter um estoque. Ou seja, você faz os pedidos conforme a demanda e envia diretamente as ordens para o fornecedor, que também fica responsável pelo envio ao cliente final.

📦 Caso queira saber mais sobre essa modalidade logística, leia o artigo: Como trabalhar com dropshipping? Entenda estratégias e boas práticas.

Importação direta

A importação direta, por sua vez, envolve a compra de produtos em grande quantidade diretamente do fornecedor ou fabricante. Além disso, é você quem fica responsável pela transação com os fornecedores e cuida de todo o processo aduaneiro.

Pode ser modalidade de importação vantajosa para quem busca maior controle sobre o estoque e margens de lucro mais amplas, embora possa exigir um investimento inicial maior.

Importação indireta (ou trading)

A importação indireta ocorre quando você adquire produtos por meio de intermediários, como distribuidores ou agentes de importação. Pode ser um modelo interessante para empreendedores iniciantes ou que prefiram, de fato, atuar com essa intermediação. 

Importa Fácil

O Importa Fácil é um serviço oferecido pelos Correios no Brasil para facilitar a importação de pequenas encomendas. Esse método simplifica o processo de desembaraço aduaneiro e pagamento de impostos para importações de menor escala.

⚠️ Independentemente de qual seja a sua escolha, tenha total atenção às novas regras de importação! Estamos nos referindo, em específico, ao Programa Remessa Conforme, do Governo Federal.

Também conhecido como digital tax – o programa funciona a partir da isenção de impostos para compras de até US$50 para compras feitas na China até R$ 50. 

As empresas devem recolher o ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) de 17% sobre o valor total da compra. Para encomendas com valores superiores a US$50, além do ICMS, será cobrado o imposto de importação, que é de 60%. 

3. Escolha o produto que deseja importar

Como você já sabe, existem diversas categorias de produtos para importar no Alibaba. Nesta etapa do processo, você deverá escolher quais itens irá comprar para depois revender. 

Comece identificando nichos ou mercadorias que estejam alinhados à persona da sua loja e calcule a qualidade que precisará. Depois, certifique-se de que o item selecionado atenda às normas regulatórias do Brasil.

4. Faça o contato com o fornecedor

Decidido os produtos, agora é a hora de outro passo importante do processo de como importar do Alibaba: o contato com o parceiro comercial que escolheu. 

Para isso, basta ir na página do produto que deseja adquirir e clicar em “Contatar o Fornecedor”. Ao receber o retorno, tire suas dúvidas iniciais sobre questões, analise o tempo em que ele levou para responder, etc.

como importar do alibaba

5. Negocie a compra, o pagamento, o frete e os prazos

O primeiro contato com o fornecedor é extremamente importante, mas você não pode parar nele. Se julgar necessário, aprofunde a conversa ou faça contato por mais algumas vezes para alinhar as expectativas: 

Você pode analisar e esclarecer os seguintes pontos:

🔢 Quantidade de produtos que deseja de comprar – e se há disponibilidade;

📅 Frequência que vai fazer esse tipo de importação;

💳 Opções para o pagamento que ele oferece;

⏱ Prazo para a entrega das mercadorias.

Lembre-se que a relação com o fornecedor é determinante para que o seu negócio seja um sucesso. Afinal de contas, é ele que vai disponibilizar todas as mercadorias que você precisa para revender na sua loja.

6. Pague os impostos

Outra parte importante do processo de como importar do Alibaba é o pagamento dos impostos obrigatórios. São eles:

  • Imposto sobre a Circulação de Bens e Serviços (ICMS): é um imposto estadual no Brasil que incide sobre a circulação de mercadorias e prestação de serviços. Ele é recolhido pelos estados e o valor pode variar dependendo da localização do importador;
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI): é um tributo federal aplicado sobre produtos industrializados no Brasil. Seu cálculo é feito com base no valor do produto e pode variar de acordo com a natureza e classificação do item importado;
  • Contribuição para o Financiamento da Segurança Social (Cofins): é uma contribuição social que tem como objetivo financiar a seguridade social. Incide sobre o faturamento das empresas e, no contexto de importação, é aplicada sobre o valor total da operação;
  • Programa de Integração Social (PIS): é outra contribuição social, com o propósito de financiar o pagamento do seguro-desemprego e do abono salarial. Assim como a Cofins, incide sobre o faturamento da empresa e é aplicado nas operações de importação;
  • Sistema Informático de Comércio Exterior (Siscomex): é a cobrança pelo uso do Siscomex, no valor de R$ 185 por operação. Para operações que envolvem a importação de diferentes produtos dentro de um mesmo pedido, é adicionado um valor de R$ 29,50. 

🚢 Explicamos tudo sobre o assunto no artigo: Taxa de importação: o que é e como funciona o imposto de produtos importados?. Leia quanto puder!

7. Teste os produtos antes de vendê-los

Antes de colocar a operação para funcionar, é indicado que você teste as mercadorias antes de comercializar. Isso vai te ajudar a evitar problemas futuros em relação à qualidade ou usabilidade dos itens.

Outro teste interessante de ser feito é o de compra. Com a sua loja já no ar, faça algumas compras como teste para entender se todos os passos do processo de compra estão corretos.

8. Contrate um despachante aduaneiro

Falamos sobre esta opção anteriormente, lembra? O despachante aduaneiro atua como intermediário entre sua empresa e as autoridades aduaneiras, facilitando o desembaraço aduaneiro e assegurando que todos os requisitos legais sejam cumpridos. 

Essa parceria é valiosa para evitar possíveis complicações e atrasos, tornando a importação mais eficiente e menos sujeita a contratempos legais. E se torna ainda mais importante se você for importar grandes quantidades de produtos no Alibaba.

Comprar no Alibaba é seguro mesmo?

Sim. Entretanto, para realmente não correr nenhum tipo de risco, você precisa se certificar de que os fornecedores escolhidos são realmente confiáveis. Ou seja, de que eles fornecem produtos legais e cumprem o prazo de entrega. 

Como dito anteriormente, o Alibaba conta com fornecedores de diversos lugares do mundo. E, mesmo que o site tenha suas regras e diretrizes, o indicado é que o lojista analise os perfis dos futuros parceiros comerciais antes de fazer negócios.

Crie o seu Ecommerce sem estoque do jeito certo!

Muitos lojistas começam a vender online – seja importando produtos ou não – sem uma metodologia para guiá-los. O principal efeito disso são os erros que poderiam ser totalmente evitáveis. 

Para evitar esse tipo de problema, nós temos uma sugestão para te dar: assista à aula gratuita Como Criar um Ecommerce do Zero e Faturar R$ 30 mil em 90 dias!

Nela, você vai aprender tudo que há por trás de um negócio digital milionário e como dar os seus primeiros passos para chegar nesse patamar de lucratividade.

Para se inscrever e assistir agora, clique aqui: 

Perguntas Frequentes

O que é Alibaba?

Alibaba é uma plataforma de compras online que faz parte do Alibaba Group, fundado por Jack Ma, renomado empresário chinês. Seu objetivo central é conectar lojistas de todo o mundo a fornecedores estrangeiros.

Comprar no Alibaba é seguro?

Sim. Entretanto, para realmente não correr nenhum tipo de risco, você precisa se certificar de que os fornecedores escolhidos são realmente confiáveis. Ou seja, de que eles fornecem produtos legais, cumprem o prazo de entrega, dentre outros pontos.

Como importar do Alibaba?

1. Regularize a sua empresa; 2. Conheça as formas de importação; 3. Escolha o produto que deseja importar; 4. Faça o contato com o fornecedor; 5. Negocie a compra, o pagamento, o frete e os prazos; 6. Pague os impostos; 7. Teste os produtos antes de comercializá-los; 8. Contrate um despachante aduaneiro; 9. Certifique-se das normas regulatórias.