O que Muda com o Fim do eSedex? (Alternativas)



Muita polêmica surgiu em torno do fim do eSedex… Algumas pessoas inclusive acharam que não conseguiriam mais tocar o seu negócio sem o apoio do serviço. Mas será que existe mesmo motivo para tanto desespero?

Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, veio parar no lugar certo. Quer se informar acerca do tema? Então dê o play no vídeo acima ou continue a leitura!

Os Correios se Prepararam para o Fim do eSedex

O fim do eSedex não foi uma novidade: desde 2016 os Correios já vinha se preparando para isso. Por mais que a decisão quase tenha sido anulada, o resultado já era esperado.

Mas qual é o impacto prático desse acontecimento nos seus negócios? A resposta é: nenhum! Isso mesmo: nenhum.

Como dissemos, os Correios estavam preparados para encerrar o serviço — eles não tomaram essa atitude “no susto”. E tem mais: não eram todos os contratos que contemplavam essa categoria de serviços — o eSedex fazia exigências que grande parte dos pequenos empreendedores simplesmente não conseguiam cumprir e, como consequência, ficavam de fora da modalidade.

>> Cadastre-se e receba novos artigos em primeira mão! (100% Gratuito)

Outro detalhe é que, de todos esses pré-requisitos estipulados pela empresa, muitos nem mesmo estavam claros, tornando a utilização do eSedex um pouco confusa.

fim do esedex

Mais um ponto fraco do serviço: o faturamento mínimo exigido para o enquadramento nessa modalidade era de R$ 1.000. Ou seja, os Correios determinavam que você pagasse essa taxa básica mesmo que seu faturamento não a alcançasse.

Como Funcionava o eSedex?

Os planos do eSedex permitiam que o usuário pagasse um valor diferenciado por serviços logísticos do seu ecommerce. Há cerca de 11 anos, por exemplo, o valor cobrado para algumas regiões era cerca de 1/4 do valor cobrado pelo Sedex comum… Aí sim poderíamos afirmar, sem sombra de dúvidas, que valia muito a pena!

Com o tempo os preços aumentaram e algumas alternativas ao eSedex apareceram para competir com o serviço.

Leia mais: Lojista ou cliente: quem deve pagar o frete?

Alternativas ao Fim do eSedex

Após o fim do eSedex, surgiram 3 novas modalidades do serviço de Sedex:

  • E-commerce 1
  • E-commerce 2
  • E-commerce 3

O primeiro plano é focado para quem fatura menos de R$ 1.700 por mês (a mais recomendada para pequenos negócios). Em vez de R$ 14,69 (do antigo eSedex), por exemplo, você vai pagar apenas R$ 7,31 (com contrato) para pacotes de até 300 gramas enviados para o mesmo estado.

Alguns trechos de Sedex estão, inclusive, até mais baratos que o PAC. O objetivo dessa estratégia dos Correios é aumentar o uso do Sedex.

Como você pode imaginar, isso pode ser muito positivo para o seu negócio, já que, dessa forma, é possível melhorar o prazo de entrega e até trabalhar melhor os diferenciais do seu ecommerce.

fim do esedex

Conclusões

Os Correios se prepararam para extinguir o eSedex. A empresa fez isso de forma planejada, com alternativas em mente. Como já dissemos, não foi um tiro no escuro.

Entre em contato com o seu gerente dos Correios… Nada substitui uma boa conversa. Você vai perceber que as possibilidades estão por aí, esperando para serem negociadas!

Se este artigo ajudou você de alguma forma, não deixe de entrar para a nossa Lista Vip de Leitores! Faça isso colocando o seu email na caixa abaixo… É 100% Gratuito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>