Os 10 Maiores Mercados do E-commerce no Brasil


* Artigo original de 15/ago/15 – Atualizado em 28/dez/2016

maiores mercados do e-commerce

Se você está planejando abrir uma loja virtual, já deve ter ouvido falar que encontrar e validar um nicho de mercado é fundamental para o sucesso do seu e-commerce.

Está correto: encontrar um nicho de mercado viável e “com brechas” é um grande ponto positivo. Porém, para o seu negócio prosperar, você precisará de volume de vendas — tem que haver público suficientemente grande para sustentar o negócio.

Por isso, eu resolvi escrever sobre os 10 maiores mercados do E-commerce no Brasil. Sugiro que você se baseie neles e procure o seu nicho dentro de um desses grandes segmentos.

Vamos agora detalhar um pouco cada Mercado, destacar concorrentes e analisar micro nichos com alta demanda dentro de cada um desses mercados. Os dados foram tirados do relatório Webshopers 2016, pesquisa realizada pelo E-bit junto aos maiores ecommerces do país.

1) Eletrodomésticos (24%)

Maiores mercados do e-commerce

O segmento de eletrodomésticos, apesar da queda de 4% no volume de pedidos, continua liderando o faturamento do ecommerce brasileiro no 1º semestre de 2016.

Apesar disso, é uma categoria dominada por gigantes como Americanas, Ponto Frio e outras lojas desse porte — devido aos produtos possuírem alto valor agregado e necessitarem de muito espaço para armazenamento (o que impõe custos altos com estoque e logística).

Talvez esse seja, de todos da lista, o mercado mais concorrido e difícil de atuar por parte de um pequeno empreendedor.

2) Telefonia e Celulares (20%)

maiores mercados do e-commerce

Mesmo com o volume de pedidos 16% mais baixo, o mercado de telefonia e celulares cresceu 19% em relação ao ano passado. O que explica isso é que, em 2016, os consumidores têm gastado mais com esse tipo de produto, o que aumenta o ticket médio do segmento.

Essa categoria é praticamente composta somente por Celulares. No Brasil, existem mais celulares do que habitantes, indicando que o brasileiro compra muito celular.

A constante evolução da tecnologia dos fabricantes também obriga seus clientes a trocarem, anualmente, seus aparelhos por um modelo mais moderno.

Este também é um mercado dominado pelos gigantes do varejo online. Portanto, se você é novo no mercado, tome muito cuidado.

3) Eletrônicos (12%)

Maiores mercados do e-commerce

Todo produto eletrônico se enquadra nessa categoria — exceto os produtos de informática e games. Isso vale para câmeras fotográficas, tvs, aparelhos de dvd, aparelhos de home theater entre outros.

Esse segmento ficou com 12% de participação no faturamento do ecommerce no 1º semestre de 2016.

Também se trata de um mercado amplo, havendo milhares de oportunidades de micro nichos que podem ser exploradas.

4) Informática (10%)

Maiores mercados do e-commerce

Um mercado que conheço muito bem, já que trabalho com isso há anos, a categoria de informática possui uma gama gigante de micro nichos em que você pode atuar.

Por serem produtos muito técnicos, por vezes o cliente não consegue ser bem atendido ou ter um suporte adequado em grandes lojas de varejo. Aproveite a brecha!

5) Casa e Decoração (7%)

Maiores mercados do e-commerce

Um dos mercados com maior potencial de crescimento, ele engloba todo tipo de produtos para casa e decoração, incluindo materiais de construção, roupa de cama, mesa e banho etc.

Grandes lojas do varejo, como Tok Stok e Etna, que demoraram a entrar no e-commerce, estão agora tendo que correr atrás do prejuízo, pois o mercado rapidamente formou líderes que atuam exclusivamente online (como a Mobly, por exemplo).

 6) Moda e Acessórios (5%)

Maiores mercados do e-commerce

O mercado de moda e acessórios, uma ótima oportunidade para quem vai começar pequeno, possui 5% do faturamento — o que significa algo em torno de R$ 2,7 bilhões.

É um mercado que se estruturou e cresceu rapidamente. Surgiram grandes empresas dispostas a investir muito dinheiro para entrar nesse mercado e, principalmente, acostumar o consumidor a comprar roupa pela internet (coisa que, até então, ninguém havia conseguido fazer).

Esse pioneirismo foi protagonizado pela Dafiti por volta do ano 2010. Depois disso muitas lojas entraram na onda.

Dica: Apesar de ser uma categoria muito disputada, eu ainda vejo grandes brechas a serem ocupadas, principalmente no mercado de moda masculina.

7) Saúde, Cosméticos e Perfumaria (5%)

Maiores mercados do e-commerce

Nessa categoria temos medicamentos, cosméticos, artigos de perfumaria e cuidados pessoais. Esse mercado abocanhou 5% do faturamento do e-commerce no Brasil e ficou em sétimo lugar.

É um mercado concorrido por empresas gigantes como Sephora e a Época Cosméticos. Apesar disso, também possui vários micro nichos de mercado pouco explorados. Boa oportunidade.

Dica: Não conheço nenhuma loja especializada e focada em Batom — sendo que o item é um produto de consumo, ou seja, a maioria das mulheres sempre terá pelo menos um em sua bolsa.

8) Livros, Assinaturas e Apostilas (4%)

Maiores mercados do e-commerce

Você sabia que o comércio eletrônico no Brasil e no mundo surgiu através da venda de livros pela internet? Até os primeiros anos do mercado, essa categoria liderava com folga.

Com a abertura de novos mercados e aumento do valor transacionado, a participação da categoria caiu um pouco e hoje ela está na oitava posição, com cerca de 4% do faturamento do mercado.

Nessa categoria existem algumas brechas. É preciso encontrar um micro nicho dentro do mercado de livros.

A venda de livros digitais (e-books) vai crescer muito no Brasil nos próximos anos.

Dica: Lojas especializadas em livros de direito ou livros de medicina, um clube do livro para universitários, coisas do tipo.

9) Esporte e Lazer (3%)

Maiores mercados do e-commerce

Essa categoria envolve muitos produtos ligados à paixão e ao hobby das pessoas. Isso desperta muito interesse e consumo por impulso.

É um outro mercado que pode ser muito bem explorado em busca de micro nichos — existe um mundo de oportunidades (como lojas especializadas em artigos de pesca, equipamentos de corrida, camisas de time de futebol etc).

10) Acessórios automotivos (3%)

Maiores mercados do e-commerce

Dentre os 3 grandes destaques do relatório produzido pela E-bit, os acessórios automotivos tiveram o incrível crescimento de 75% em relação a 2015!

Esta também é uma boa categoria para você que está começando. Apesar de alguns líderes de mercado já estarem consolidados, vem muito crescimento pela frente.

Se fizer um trabalho bem feito, existe espaço para crescer de maneira bem rápida e saudável.

Dica: os acessórios automotivos vendem muito bem em marketplaces como o Mercado Livre, por exemplo. Portanto, você pode até começar sem uma plataforma, fazendo as primeiras vendas somente através de canais como Mercado Livre e redes sociais.

Com o tempo, quando estiver com confiança e com um modelo de negócios testado e aprovado, você começa a investir em uma estrutura mais robusta para o negócio.

Maiores mercados do e-commerce: outras oportunidades

Maiores mercados do e-commerce

Fora esses 10 mercados, existem outras grandes oportunidades e tendências para o e-commerce em 2017 e próximos anos:

  • Comida: Mercadinhos, delicatessen, padarias, todas essas são tendências que têm grande potencial e demanda no momento. Quem já faz isso com maestria há alguns anos é o Pão de Açucar, mas certamente existem brechas e micro nichos a serem explorados — tais como Vinho, Cerveja, Carnes Nobres, Produtos Orgânicos, Padaria e Confeitaria, Bolos e Tortas etc.
  • Produtos Personalizados: Camisetas, Canecas, brindes em geral que possam ser personalizados de acordo com o gosto do cliente, isso tem muito potencial. Negócios como esses estão surgindo aos montes, porém, somente alguns serão vitoriosos e conquistarão uma parcela relevante do mercado.

Espero que essas ideias de negócio tenham ajudado você a pensar um pouco nas suas ideias para montar uma Loja Virtual.

Se você tem alguma ideia em outro mercado que não mencionei aqui, deixe um comentário e eu vou adorar te ajudar nisso!

* Artigo original de 15/ago/15 – Atualizado em 28/dez/2016

Comentários

  1. diz

    Boa noite Bruno, estou começando a assistir seus vídeos e achei interessante a ideia de um ecommerce. Estou em busca de rendas passivas e não havia cogitado essa ideia ainda (não sei porque, já que é um mercado em amplo crescimento).
    Meus pais tem uma máquina de estampa de acessórios diversos e chinelos? Qual diferencial seria interessante pra conquistar uma parcela desse mercado: ter uma diversidade maior de produtos e acessórios personalizados ou FOCAR em uma quantidade menor?
    Grato desde já.

  2. Henrique diz

    Cara, uma loja somente online de vendas de materiais para construção dispensando o custo da loja física consequentemente podendo vender mais barato! O que acha ??

  3. Ilson Luz diz

    Olá Bruno,

    Bebidas finas com o sentido de Gourmet e Premium pode ser uma boa sacada. Não dá para comparar algo que é único.

  4. Antoniel Rocha diz

    Bruno Oliveira, no ramo de pamonhas artesanal, feita com a palha e amarrada com produto natural sem ser elásticos ou sacos plásticos e sem adição de qualquer produto químico ou conservante, minha família já está neste ramo a 24 anos, como é artesanal a fabricação este mercado pode ser considerado um nicho de mercado ou não? a pamonha quem já compra e conhece fala que nunca comeu uma igual.

  5. Lúcia Aparecida Freitas Sampaio diz

    O Tema do meu TCC de Pós Graduação é: ECOMMERCE E SUA EVOLUÇÃO.
    Fiz meu cadastro para pesquisas. O pouco que li já observei que possui um excelente material.

  6. Igor M diz

    Fala Bruno,

    Venho acompanhando vários artigos seus e aulas, tenho uma loja de hobbies e card games (Pokémon, Yugioh, jogos de cartas e jogos de tabuleiro) enfim, minha loja é física (que tem uma rotatividade só nos finais de semana) comecei trabalhar no mercado livre, porém ele tira 10% a 17% e geralmente trabalho com 30%, você acha que compensa eu abrir meu próprio site de negócios?
    Por favor me de uma luz meu nicho é bem específico.

    Um abraço e tudo de bom!

  7. Hector diz

    Eu quero empreender no mercado de roupas Plu size para mulheres. O que acha?.
    Muito obrigado pelas dicas valiosas.

  8. Rosimeire diz

    Ola,Bruno quero muito entrar no ramo de lingerie gostaria de umas dicas não tenho site pretendo começar por facebook me ajude com dicas bacanas e bom este negócio?

  9. Deise cristina da Silva diz

    Ola Bruno. Estou tentando montar um ecmmerce de produtos sem glúten e sem lactose , só que estou tendo dificuldade, entrei em contato com uma fornecedora que faz tudo artesanal, mandei um whAt par ela é a mesma leu e não respondeu, e outra dúvida vou ter que usar embalagens diferentes por ser comida se tiver qual seria? Obrigado meu whAt (47)99727171 e outra pergunta será que vai vender?

Trackbacks